terça-feira, 19 de abril de 2016

ESCREVER Ângela Mendes

Escrever é rasgar a alma
em sentimentos diversos
feito versos...
É colocar a emoção
dentro de cada coração;
fazendo de cada linha
uma magia sem par
ensinando a amar...
É transbordar os limites
desta vida
em um amor tão sublime
que toca a alma
na extrema amargura
e nela brota ternura...
Escrever é fazer
do outro o próprio coração!
Porque ser poeta é sublimar
cada sentimento
que voa pelo pensamento
atingindo os limites do próprio ser,
fazendo a vida melhor de se viver!!!


segunda-feira, 28 de março de 2016

FRASES

Pensei em escrever uma poesia...descobri que já estava escrita: você em minha vida!
Ângela Mendes


*****************************************************************************************************

Num abraço não há cor, nem preconceito, apenas aconchego e carinho: aninhe-se!!!
Ângela Mendes.

sábado, 21 de março de 2015

FOLHAS DE OUTONO


As folhas caem
tontas de sono

trazem um ar de abandono
e vão pelo ar,
buscando um regaço
para repousar
dentro de um abraço...
E no revoar das folhas
o renovar de um tempo,
onde buscamos,
com esperança
semear a bonança...
E varridas pelo vento,
as folhas tontas,
dormem ao relento,
esquecidas, desorientadas,
e sofrem...caladas,
como o ser humano,
sem amor, sem guarida,
na luta pela vida.

Ângela Mendes, 21/03/2015.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

MULHER E BRUXA



A mulher é feiticeira...

Seduz, atrai,encanta!

Seu olhar magnetiza,

ultrapassa as barreiras do tempo

e flutua na imensidão do céu.

Levita, voa, enfeitiça...

Deixe-se levar por essa magia!

Pegue carona nos seus sonhos

busque a felicidade,

livre e sem maldade,

pois bruxaria

é pura magia!

Ângela Mendes.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

NAS LACUNAS - Ângela Mendes

Nas lacunas vazias,
folhas de papel em branco,
risco versos de saudade
com a alma impregnada
de nostalgia!
Ansiosa, espero o relógio
marcar as horas
que escoam lentamente
Ah...como demoras...
Quero o futuro agora,
aqui... presente!!!
Ângela Mendes

terça-feira, 2 de setembro de 2014

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

DIVAGAÇÕES - Ângela Mendes



Sentei-me, calada,

após chuvas de verão,

na terra molhada.

Olho as pedras,

nas águas cristalinas

do riacho cantante e

divago...

O que é a vida?

Encontros conflitantes,

amores, dissabores,

perdas e dores.

Tempo sem tempo,

espaços vazios,

renúncias e lágrimas,

muitos desafios...

E segue a vida

nessa luta constante...

Ângela Mendes

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O AMANHÃ SONHADO

O vento derruba
as pétalas do tempo
e as varre pelo chão.
E encontro a estrada,
observo o horizonte,
penso no amanhã,
esqueço o ontem...
Vejo as nuvens,
Admiro o sol,
os pássaros e as flores.
No caminho traçado
pelo destino
nossos passos
marcam a trajetória...
Estradas diferentes,
andávamos sós,
cada um com sua história
triste, de perdas,
dores, fardo pesado,
carregadas na memória...
A alma nem precisou de palavras
para se comunicar.
E nos encontramos...
E iniciou-se um novo caminhar!
E nova página começou
a ser escrita,
bem delineada,
na doçura de te amar!
Ângela Mendes

FLOR LILÁS