quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

MUNDO COR DE ROSA - MOIRA STUDART

Foto

CHUVA - ERENI WINK


 Campos... Vales e planices
Comemoram mansamente
A chuva...

...
A relva agonizante
Bebe a água sagrada
Do cálice que Deus derramou

Nascentes quase sem vida... Renascem
De suas entranhas borbulhantes
Verte água com sabor de terra

Vem... Chuva torrencial
Segue purificando
Desnuda-me sem pudor

Lava-me a alma inteira
Acalma minha tristeza
Leva embora minha fraqueza

Banha meu rosto em pranto
De viver os desencantos
Que a vida me regalou.

Florianopolis 08/06/2012 Ereni Wink

domingo, 24 de fevereiro de 2013

MOMENTOS


Há momentos que não consigo segurar!
Como as palavras que me escapam como se fo...
ssem nuvens fugidias.
Como o sol.
Há dias e que não aparece.
Nem na madrugada
Nem no horizonte onde eu sei que numa aurora voltará!!

Há momentos em que as palavras desaparecem.
E como eu gosto delas!
Ainda que submersas nos meus pensamentos.
... Há momentos em que não as consigo segurar!
E as palavras escapam-se entre os meus dedos que não as sabem agarrar!
Há momentos e palavras!
Palavras que são esquecidas pelo tempo, E o tempo corre veloz e não quer saber das palavras que ainda tenho para escrever ao tempo!
Ao tempo dos respostas e das perguntas!
Ao tempo que se esqueceu de mim!

Fátima
Custodio

sábado, 23 de fevereiro de 2013

INÍCIO - Rosa Maria Almeida

Um lindo final de tarde!

SAUDADE

Saudades...

FRASES - 2


 
"Quero abrir as gavetas da alma e varrer tudo que está guardado e ferindo como espinho..."
Ângela Mendes, 23/02/13

FRASES


 
‎"Sou a onda mansa que quebra na praia e se desfaz na espuma do teu abraço."
Ângela Mendes, fev/2013

GATOS


Amor de gatos .
pelos telhados ,
miando, falando com a lua ,
enxergando espíritos esquecidos,
antenas nos bigodes ,
...
captando ondas astrais
invisíveis para humanos
enxergo além tumba ,
tumbado no sofá
cheio de mistérios
no meu sono levo
os segredos do cemitério.
a minha dona amo ,
mais ainda,
estimo mais a mim .
sou assim , animal do mistério
doce e sério .

Paula Teix
Fvereiro 23. 2013

Amor de gatos .
pelos telhados ,
miando, falando com a lua ,
enxergando espiritos esquecidos,
antenas nos bigodes ,
captando ondas astrais 
invisiveis para humanos 
enxergo alem tumba ,
tumbado no sofá 
cheio de mistérios 
no meu sono levo 
os segredos do cementério.
a minha dona amo ,
mais ainda,
estimo mais a mim .
sou assim , animal do mistério
doce e sério .




@[1490568360:2048:Paula Teix]
Fvereiro 23. 2013



 


  •  

  •  



    SAUDADE

    Ninguém sabe, ninguém vê
    este coração que sangra
    sangra todo o dia e não tem fim
    E o medo, o medo atroz
    da loucura que vem junto
    ...
    sem perguntar se pode
    e perde o senso, perde o controle
    Chorar não adianta
    Gritar não adianta
    a voz não sai
    engasga nas lagrimas
    e lá ela morre
    e nada mais resta
    só saudade...e mais saudade.

    Mô Schnepfleitner
    2012
    Ninguém sabe, ninguém vê
este coração que sangra
sangra todo o dia e não tem fim
E o medo, o medo atroz
da loucura que vem junto
sem perguntar se pode
e perde o senso, perde o controle
Chorar não adianta
Gritar não adianta
a voz não sai
engasga nas lagrimas
e lá ela morre
e nada mais resta
só saudade...e mais saudade.

@[100002074136822:2048:Mô Schnepfleitner]
2012

     
     
     

    PERFUME E OLOR - ÂNGELA


    UMA LUZ - ÂNGELA


    CORRE PELA VIDA - ÂNGELA


    sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

    LUA



    Ao olhar para ti,
    o negrume dos meus olhos se transformam
    num facho de luz.
    ...
    Os meus olhos para cima, refletem
    o teu desenho mágico,
    cheio, arredondado,
    ou esguio elegante.

    Figura do espaço, cheia de mistérios
    e segredos ocultos.
    Inspiração para os apaixonados
    e para os poetas da noite.
    Incentivo à libido feminina,
    que nos dias de paixão,
    faz acontecer...

    Regiana Amorim
    Lua

Ao olhar para ti,
o negrume dos meus olhos se transformam
num facho de luz.
Os meus olhos para cima, refletem
o teu desenho mágico,
cheio, arredondado,
ou esguio elegante.

Figura do espaço, cheia de mistérios
e segredos ocultos.
Inspiração para os apaixonados
e para os poetas da noite.
Incentivo à libido feminina,
que nos dias de paixão,
faz acontecer...

Regiana Amorim

    •  

    VOCÊ



    Eu vi o reflexo dos teus pés
    No assoalho de madeira envernizado
    Deslizavam leves como plumas ao vento
    ...
    No compasso sensual do teu bailado

    Encantei-me com teus passos graciosos
    Calei-me, não quis chamar tua atenção.
    Ocultando-me da tua vista
    Pois em meus olhos denunciava minha emoção

    Teu olhar tão meigo azul celeste
    O sorriso como sempre angelical
    Teus cabelos louros encaracolados
    A emoldurar o teu corpo de mulher

    Mas quis tocar tua pele aveludada
    Estreita-la nos meus braços com amor
    Mulher, tu me enfeitiças-te.
    Preciso sentir teu toque, teu calor.

    Florianópolis 22/02/13

    Ereni Wink
    VOCÊ

Eu vi o reflexo dos teus pés
No assoalho de madeira envernizado
Deslizavam leves como plumas ao vento
No compasso sensual do teu bailado

Encantei-me com teus passos graciosos
Calei-me, não quis chamar tua atenção.
Ocultando-me da tua vista
Pois em meus olhos denunciava minha emoção

Teu olhar tão meigo azul celeste
O sorriso como sempre angelical
Teus cabelos louros encaracolados
A emoldurar o teu corpo de mulher

Mas quis tocar tua pele aveludada
Estreita-la nos meus braços com amor
Mulher, tu me enfeitiças-te.
 Preciso sentir teu toque, teu calor.

Florianópolis   22/02/13        

Ereni Wink

     
     
     

    FORAM MEUS PÉS...Dayse Sene


    Foram meus pés!
    Que traçaram caminhos, retos e seguros, para eu trilhar.
    Foram a leveza deles, como num passo de balé,
    que me fizeram voar... flutuar, caminhar até mesmo sobre espinhos, e não me machucar.
    Foram meus pés, descalços, sensíveis, que me fizeram ver...
    ...
    que não são os olhos que sentem as dores,
    das pedras, e nem tão pouco a alma.
    Mas eles, ali presos ao chão.
    Porque eles seguem os sonhos, que eu quis sonhar.
    Que sejam sonhos sofridos
    ou mansos.
    Que sejam sonhos em terra quente
    e ou em voos brandos.
    Mas serão sempre eles, que me darão a direção.
    Pés!
    Meu alicerce...meu chão!!
    Meu porto-seguro...

    Dayse sene
    Foram meus pés!
Que traçaram caminhos, retos e seguros, para eu trilhar.
Foram a leveza deles, como num passo de balé,
que me fizeram voar... flutuar, caminhar até mesmo sobre espinhos, e não me machucar.
Foram meus pés, descalços, sensíveis, que me fizeram ver...
que não são os olhos que sentem as dores,
das pedras, e nem tão pouco a alma.
Mas eles, ali presos ao chão.
Porque eles seguem os sonhos, que eu quis sonhar.
Que sejam sonhos sofridos
ou mansos.
Que sejam sonhos em terra quente
e ou em voos brandos.
Mas serão sempre eles, que me darão a direção.
Pés!
Meu alicerce...meu chão!!
Meu porto-seguro...

Dayse sene



     
     

     
     
     

     
     

     
     

     
     
     


    O PISAR



    A ALMA SENTE
    O QUASE-EQUILÍBRIO
    E METAFORICAMENTE
    ...
    PISA NA DECÊNCIA
    DO SUJEITO ......
    QUE DESENHA A HISTÓRIA
    NO QUAL OUTRORA
    NOS PRIMÓRDIOS ASSINALA
    O CAMINHAR DO PASSADO,
    PISANDO NO PRESENTE
    QUASE-INDECENTE ...
    LEVANDO A DIÁFORA
    DE UM FUTURO...
    QUASE-LUDÍBRIO.

    Ligia Shlochmann
    22/02/2012/verão

    •  
    •  
       
       

    CONQUISTA

    Foto

    HOJE

    Foto

    SEMENTE

    Foto

    EQUILÍBRIO



    O passo é leve
    ... o tempo é curto
    necessário é
    o equilìbrio na vida
    a dose certa de força
    a presença,imprescindível
    e forte, do amor..

    Mô Schnepfleitner
    22/02/2013
    Imagem Google

    BOM DIA AMIGOS QUERIDOS... <3

Equilibrio

O passo é leve
o tempo é curto
necessário é
o equilìbrio na vida
a dose certa de força
a presença,imprescindível
e forte, do amor..

@[100002074136822:2048:Mô Schnepfleitner]
22/02/2013

Imagem Google

    CAMINHO...


    Tracei um caminho
    direto do coração
    para poder percorrê-lo
    sem medo, com segurança,
    sem atropelo,
    cheia de esperança...
    E equilibro-me,
    na ponta dos pés,
    confiante...
    quase flutuo
    nas nuvens de algodão
    onde coloquei meus sonhos.
    A meta está traçada
    basta segui-la,
    olhos fitos
    no infinito,
    numa busca sem fim
    do que há escondido
    dentro de mim...

    Ângela Mendes, 22/02/2013.

    BOM DIA, GRUPO AMADO!!!

CAMINHO...
Tracei um caminho
direto do coração
para poder percorrê-lo
sem medo, com segurança,
sem atropelo,
cheia de esperança...
E equilibro-me,
na ponta dos pés,
confiante...
quase flutuo
nas nuvens de algodão
onde coloquei meus sonhos.
A meta está traçada
basta segui-la,
olhos fitos
no infinito,
numa busca sem fim
do que há escondido
dentro de mim...

Ângela Mendes, 22/02/2013.





    NA PONTINHA DS PÉS

    O espetáculo se aproxima
    ...
    Poucas horas para treinar
    Sem tempo de dormir
    Meu quarto transformo
    Em pequena academia
    Espelhos por toda parte
    Vitrola toca sem parar
    Barras nas paredes
    Sapatilhas colocadas
    Visto meu traje de balé
    Na pontinha dos pés
    Começo a dançar
    Bailar e girar, girar
    E girando, adormeço
    Ao abrir os olhos
    Encontro-me num jardim
    Em meio as flores
    Levanto-me com cuidado
    Para não machucá-las
    São frágeis e delicadas
    Pouso meus delicados pés
    Como se em nuvens pisasse
    Bela apresentação
    Comove a todos no céu
    Moira Studart 22/fev/2013

     

    NA PONTINHA DOS PÉS

O espetáculo se aproxima
Poucas horas para treinar
Sem tempo de dormir
Meu quarto transformo
Em pequena academia
Espelhos por toda parte 
Vitrola toca sem parar
Barras nas paredes
Sapatilhas colocadas
Visto meu traje de balé
Na pontinha dos pés
Começo a dançar
Bailar e girar, girar
E girando, adormeço
Ao abrir os olhos
Encontro-me num jardim
Em meio as flores
Levanto-me com cuidado
Para não machucá-las
São frágeis e delicadas
Pouso meus delicados pés
Como se em nuvens pisasse
Bela apresentação
Comove a todos no céu

Moira Studart  22/fev/2013

    CAMINHO PELO AMOR

    Piso em solo firme
    deste todo meu sentir
    limpo e cristalino
    intenso, anunciando
    no silêncio ...
    ...
    ... o que há de vir

    Seja e veja
    velhos passos
    caminhando entre veias
    vida que enlaço
    tecendo sua teia

    Já não é em mim ... segredo
    o que vivo e cabe aqui
    o que me abraça e se compõe
    meu viver dedico a ti

    Sou esta renascida
    por teus braços menina em flor
    trilhando em pés descalços
    este eterno ...
    ... verbo Amor!

    (Kátia de Souza)

    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

    LEVEZA

    LEVEZA

    LEVEZA.........
    FLUTUAR DAS BORBOLETAS
    A TE RODEAR ........
    ...
    RUDEZA DESSE
    MURO...CONTRASTA
    COM A BELEZA...
    DESSE ANDAR.

    Ligia Shlochmann
    21/02/2013/verão.
    LEVEZA

LEVEZA.........
FLUTUAR DAS BORBOLETAS
A TE RODEAR ........
RUDEZA DESSE
MURO...CONTRASTA
COM A BELEZA...
DESSE ANDAR.

@[100000967430135:2048:Ligia Shlochmann]
21/02/2013/verão.

    •  
    •  
       

    O SER LIVRE


    Vou lhe segredar
    Uma das minhas maiores verdades:
    Não sou como a maioria das pessoas
    Que (dentro de si), sentem-se enclausuradas.
    Sinto o inverso, solto, na maior liberdade.
    Meu ser interior
    Apesar da tremenda dor
    Seja lá onde for
    Sofre da incapacidade de ficar preso
    Seja por amor,
    Na medida de um favor,
    Ou mesmo em louvor.
    Com a natureza está sempre coeso.
    Ser livre para pensar
    E mesmo havendo uma distância
    Entre o pensar e o agir.
    Sem das responsabilidades fugir
    Sabe ele como planar
    Em todas as constâncias.
    É um ser de várias cicatrizes
    E de muitas guerras
    Com os pés sempre na terra
    Sendo livre, não há como fugir.
    As marcas só o lembram de onde veio
    Não determinam para onde deverá ir.
    •  
    •  
    •  

      ACRÓSTICO : FATIMA PESSOA



        Foi ainda na adolescência...
      A nossa amizade começou.
      Tão linda, de pura inocência...
      ...
      Irmãs de coração, muito amor.
      Mãos sempre dadas pelas calçadas
      Amigas,até debaixo d' água.

      Papeávamos...contávamos segrêdos;
      Eramos cúmplices o tempo inteiro.
      Saíamos sempre juntas... unidas
      Sorrindo e de bem com a vida.
      Ah! Que saudade desse tempo, amiga!

      Maria Helena Costa,
      inspirado em Lucinha Santos.

      SÓ MEU

      Corpo de homem:
      o teu.
      Beijo de homem:
      ...
      só o teu.
      Cheiro de homem desejado:
      só em ti.

      Porto de uma só embarcação:
      o meu.
      Navegação rumo ao amor:
      só em mim.
      Dona do teu coração de homem,
      somente eu.

      Regiana Amorim

      Só meu

Corpo de homem:
o teu.
Beijo de homem:
só o teu.
Cheiro de homem desejado:
só em ti.

Porto de uma só embarcação:
o meu.
Navegação rumo ao amor:
só em mim.
Dona do teu coração de homem,
somente eu.

Regiana Amorim

       
       
       

      LUA



      Ao olhar para ti,
      o negrume dos meus olhos se transformam
      num facho de luz.
      ...
      Os meus olhos para cima, refletem
      o teu desenho mágico,
      cheio, arredondado,
      ou esguio elegante.

      Figura do espaço, cheia de mistérios
      e segredos ocultos.
      Inspiração para os apaixonados
      e para os poetas da noite.
      Incentivo à libido feminina,
      que nos dias de paixão,
      faz acontecer...

      Regiana Amorim
      Lua

Ao olhar para ti,
o negrume dos meus olhos se transformam
num facho de luz.
Os meus olhos para cima, refletem
o teu desenho mágico,
cheio, arredondado,
ou esguio elegante.

Figura do espaço, cheia de mistérios
e segredos ocultos.
Inspiração para os apaixonados
e para os poetas da noite.
Incentivo à libido feminina,
que nos dias de paixão,
faz acontecer...

Regiana Amorim

      ENTREGA



      Gosto desse teu jeito de ser
      totalmente meu,
      da tua entrega, do teu abraço forte.
      ...
      De saber que mesmo estando longe,
      sou dona do teu desejo.
      E por menor que seja o tempo do adeus,
      sempre será doloroso, para mim,
      estar longe de você!
      E quando voltares, meu amado,
      estarei aqui, te esperando...
      no nosso ninho de amor,
      para te dar e entregar,
      “de livre e espontânea vontade”...
      tudo o que é teu.

      Regiana Amorim
      Entrega

Gosto desse teu jeito de ser
totalmente meu,
da tua entrega, do teu abraço forte.
De saber que mesmo estando longe,
sou dona do teu desejo.
E por menor que seja o tempo do adeus,
sempre será doloroso, para mim,
estar longe de você!
E quando voltares, meu amado,
estarei aqui, te esperando...
no nosso ninho de amor,
para te dar e entregar,
“de livre e espontânea vontade”...
tudo o que é teu.

@[100003149098733:2048:Regiana Amorim]

       
       
       

      quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

      COMO ANTIGAMENTE



      Deixa-me sentir,
      Nem que seja um só momento
      Que não é a voz do vento
      ... Que estou a ouvir,
      Mas o teu rir,
      Alegre, estridente,
      Como antigamente!

      Deixa-me pensar
      Que é o som da tua voz
      Que escuto e, que nós
      Não somos sonhar,
      Mas sim acordar,
      Alegre, sorridente
      Como antigamente!

      Deixa-me morar,
      Contigo e no teu peito,
      Como quando eleito,
      Do teu coração!
      Viver na ilusão,
      Alegre, contente,
      Como antigamente!

      Deixa-me dizer!
      O que não quero calar
      Que por te encontrar
      Fugi do tormento;
      Trago o pensamento,
      Alegre, presente,
      Como antigamente!

      Deixa-me esquecer,
      Os tempos de outrora,
      Para poder ir embora,
      Porque estou a ver
      Que não volto a ser,
      Alegre, fremente,
      Como antigamente!

      In, COMO ANTIGAMENTE “Versos Imperfeitos”
      Aníbal Bastos

      •  
      •  

      segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

      VAZIO



      No silêncio vazio das horas
      esvaiu-se dentro de mim a rima
      Não há mais versos,
      desfez-se a magia
      de compor e traduzir os sentimentos
      que habitam em mim.
      Solidão, tristeza e dor
      me fazem companhia
      preenchem espaços
      onde antes habitava a poesia...

      ângela mendes, 04/10/2012

      sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

      FRASES

      "Sou o verde da esperança, espalhado na tela do coração!" (Ângela, 31/12/2012)
      "Sou o riso estampado na face, mesmo com o coração dilacerado na dor!" (Ângela, 29/12/12)
      "Sou tinta de uma aquarela, pinto-me de poesia em cores rubras do entardecer da vida!" (Ângela,28/12/12)

      "Sou lágrima trêmula a cair, oriunda de uma saudade..." (Ângela, 23/12/12)

      "Sou resto de um poema que o poeta deixou inacabado..."(Ângela Mendes)

      quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

      MÁSCARAS...

      QUANTAS MÁSCARAS,
      EU BEM LHE AVISEI,
      QUE ERA DISSIMULADA,
      ...
      FURTIVA.......
      QUE ALI, POUCO EXISTIA
      DE BONDADE......
      AS APARAS, DISFARÇAM
      BEM AS ARESTAS...
      PROTAGONIZANDO UMA
      VASTA SEARA....
      QUE CONFUNDE, DEUSES
      ATÉ CAIÇARAS.....SE EQUILIBRA
      NA VARA ONDE SE FAZ BÁRBARA.
      SIM..BARBARAMENTE...ESTRANHA
      COM DOIS OLHOS DE LINCE...
      UM NA TARA, OUTRO NA CÍTARA...
      OLHE SÓ A SUA VOLTA,
      QUANTAS CÂMERAS, IGUALMENTE
      UM SHOW....ONDE AS MÁSCARAS
      SE ESCONDEM DE VOCÊ MESMO.
      O GRANDE ATOR DE SUA PRÓPRIA
      HISTÓRIA.

      Ligia Shlochmann
      07-FEV-verão-13

      MÁSCARAS PENDURADAS

      Máscaras Penduradas

Várias!
São as máscaras espalhadas
dentro da alma,
de quem vive a melancolia.
Que já vivem penduradas,
esperando uma mão alcançá-las.
São pessoas fantasiadas,
de solidão.
De saudade.
De medo.
De traição.
São pessoas, que não sabem
enfrentar a vida,
de "cara" lavada.
São pessoas
que escondem
seus "eu" interiores.
porque não sabem,
conviver com o perdão.
As máscaras!
Camuflam sua real identidade.
Há dias!
Que irão chorar, ou sorrir.
Se fazerem alegres
ou tristes.
Mas é pura  fantasia...
dentro delas,
moram a melancolia.
Porque um dia,
perderam a ilusão.

@[100000748490674:2048:Dayse Sene]

         
         
         
         
         
         
         
         

      MARCHINHA



      Minha alegria, afinal,
      é ver o bloco na rua,
      ...
      faça chuva ou vendaval
      aqui só estrelas e lua.

      Pinto o rosto de alegria,
      pra ninguém ver a tristeza
      que se esconde qual magia
      sob máscaras, que beleza!

      E assim levo minha marchinha
      com as flores na cabeça
      e mesmo que seja sozinha

      canto e danço até o final.
      Minha proposta é bem essa:
      ser feliz no carnaval.

      Basilina Pereira

      Seguindo o tema:
MARCHINHA

Minha alegria, afinal,
é ver  o bloco na rua,
faça chuva ou vendaval
aqui só estrelas e lua.

Pinto o rosto de alegria,
pra ninguém ver a tristeza
que se esconde qual magia
sob máscaras, que beleza!

E assim  levo minha marchinha
com as flores na cabeça
e mesmo que seja sozinha

canto e danço até o final.
Minha proposta é bem essa:
ser feliz no carnaval.

@[1138446191:2048:Basilina] Pereira